Fermento Natural: Como Fazer Starter


Seguindo uma tendência de alimentação mais saudável, os pães feitos com fermento natural vêm caindo nas graças dos consumidores. Acredite, não é difícil de fazer em casa o seu próprio starter (fermento natural). É trabalhoso, mas não é difícil. E  os benefícios à saúde compensarão qualquer trabalho, pois os alimentos fermentados, como o iogurte de kefir, a kombucha e o pão com fermentação natural estão entre os alimentos que mais beneficiam o nosso organismo. Uma pesquisa realizada pela UFSC, Universidade Federal de Santa Catarina, constatou que o consumo desse tipo de pão diminui a incidência de doenças como a síndrome do intestino irritável e a sensibilidade não celíaca ao glúten. Continue lendo e descubra como fazer o seu próprio starter, ou fermento natural.


Há diversas formas de se cultivar o fermento natural, mas o que trago hoje é o que mais gosto, pois confere um sabor suave e levemente ácido ao pão. Esse fermento pode ser utilizado em qualquer tipo de pão, devendo-se apenas tomar cuidado com a proporção de água e farinha de trigo da receita, Depois de comer um pão com esse fermento, você nunca mais pensará no pãozinho da padaria. 


Para dar início ao seu starter, você precisará de:
  • 100 g de farinha de trigo integral;
  • 100 ml de água filtrada.

Dia 1: Misturar a farinha integral com a água. Mexer até misturar bem e deixar descansar em temperatura ambiente por 24h.

Dia 2: Separar 100 g da mistura do dia anterior e descartar o resto. Acrescentar às 100 g que ficaram, 100 g de farinha de trigo integral e 100 ml de água, misturar bem, cobrir e deixar em temperatura ambiente por 24h.

Dia 3: a partir daqui, o starter deve ser alimentado duas vezes ao dia, de 12 em 12 horas. Em cada alimentação, você deve pesar 100 g do starter e desprezar o resto. Depois acrescente 100 g de farinha de trigo (aqui já não precisa ser farinha integral, mas dever ser uma farinha de boa qualidade) mais 100 ml de água ao starter que você separou, misturar bem e deixar em temperatura ambiente.

Dia 4 até dia 10: Repetir o procedimento do dia 3.

Dia 11 em diante: Guardar na geladeira e alimentar uma vez por semana.

Após o décimo dia, o starter estará maduro e já poderá ser usado para fazer pão. Antes de ser usado, o seu fermento natural deverá ficar em temperatura ambiente de 6 a 8 horas. Além disso, dever ser alimentado, para que o pão não apresente excesso de acidez.

Talvez você goste destas receitas:






18 comentários:

  1. Interessante fazer o próprio starter, o pão com certeza deve ficar uma delícia, bjs.

    ResponderExcluir
  2. que delicia
    amo essas receitinhas mais saudáveis
    sou apaixonada por pães

    ResponderExcluir
  3. Ainda não experimentei está fermentação e não tinha idéia de como preparar . obrigada por compartilhar.

    ResponderExcluir
  4. Oi
    Eu adorei a dica 🙂 é maravilhosa, vou tentar fazer

    ResponderExcluir
  5. Opa! Que dica boa! Essa eu nao conhecia nao.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Que dica mais interessante! Realmente a procura por mais hábitos saudáveis faz surgir elementos novos, e vou admitir que não conhecia essa sobre o fermento natural. Agora quero experimentar fazer hahaha
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Nossa isso me lembrou a minha infância, quando eu via a minha mãe por dias preparando o fermento natural. E assim o pão fica muito mais gostoso!

    ResponderExcluir
  8. Achei a dica legal mas.muito trabalhosa eu sou preguiçosa kkk sei que o pao fica bem mais gostoso mas eu esqueço de fazer as trocas.

    ResponderExcluir
  9. dicas maravilhosas
    eu amo fazer paães então vai me ajudar muito

    ResponderExcluir
  10. uau eu nao sabia que tinha como fazer fermento caseiro eu adorei a receitinha

    ResponderExcluir
  11. Que legal querida não sabia, já pequei a receita para fazer, parabéns, obrigada por compartilhar, gratidão, beijinhossssssssss

    ResponderExcluir
  12. Quase não uso fermento, mas não sabia que dava para fabricar assim, interessante :)

    ResponderExcluir
  13. Ah, que coisa bacana. Não tinha conhecimento de que ele poderia ser feito em casa. Vou tentar fazer por aqui .

    ResponderExcluir
  14. Ola tudo bem.
    Ao ler a sua receita me bateu aquela fome até fiquei com vintade de fazer esta receita..

    ResponderExcluir
  15. que bacana, anotado a receita! amo tudo que é caseiro!

    ResponderExcluir
  16. Caramba! Eu juro que não sabia que existia e nem que dava pra fazer, é uma dica ótima e ainda ajuda a economizar! Adorei, beijos

    ResponderExcluir
  17. Oie, tudo bem? Que dica mais interessante. Não tinha ideia que era tão fácil. Acredito que para uma alimentação mais saudável basta termos um pouquinho de boa vontade não é mesmo? Já quero experimentar. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  18. Olá,

    Não fazia ideia de como se fazia fermento natural e achei até bem fácil, só é bastante trabalhoso por ser um processo bem demorado. Vou tentar fazer o meu próprio para ver se funciona. Adorei o post!

    Beijos!

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário.